Como anda o mercado de trabalho para o profissional de Direito?

 

 

Curso mais procurado no Brasil em número de matrículas, segundo o Censo da Educação Superior do Ministério da Educação, Direito oferece aos estudantes e profissionais um amplo leque de atuação. E não é para menos. É possível escolher atuar na área civil, internacional, ambiental, desportivo, comercial, administrativo, penal, trabalhista, eleitoral, tributário, da família e outras. Além disso, existem oportunidades no setor público, privado, consultorias, magistratura e como professor. Por esses – muitos – motivos, o mercado de trabalho para o profissional do Direito é favorável.

Leque de possibilidades

Quem se forma em Direito pode escolher advogar, seguir carreira jurídica ou acadêmica. Como advogado, é possível atuar em empresas privadas, organizações não governamentais (ONGs) ou ser um consultor. Já na carreira pública, o mercado de trabalho para os profissionais de Direito abrange, por exemplo, o Ministério Público, Promotoria, Defensoria e delegacias (o delegado é um profissional concursado que deve ter o diploma do curso). Há também a opção de Magistratura, para atuar como juiz.

Para ter a permissão para defender os interesses dos clientes nos mais diversos campos, o bacharel em Direito deve passar primeiro no exame da Ordem dos Advogados do Brasil, que o habilita para advogar. O exame também é importante para os candidatos a juízes, que, além de dois anos de inscrição na OAB como advogado, devem prestar concurso público para terem o direito de resolver litígios entre indivíduos ou empresas.

 

 

Grande demanda e retorno financeiro

A consultoria multinacional especializada em recrutamento Robert Half divulga anualmente um Guia Salarial, que aponta as tendências de remuneração para mais de 400 cargos.

De acordo com o documento divulgado em outubro de 2016, a crise econômica gera novas demandas jurídicas, o que faz com que as áreas de contencioso e com viés em recuperação judicial gerem diversas oportunidades, principalmente para profissionais com maior experiência. Atuar com reestruturação de dívidas, compliance, tributário e concorrencial também oferece muitas possibilidades para os advogados.

Quando o assunto é salário, o documento mostra que, para os recém-formados, a atuação com consultivo tributário pode garantir salários de até R$ 8 mil por mês em escritórios médios e grandes. Os melhores vencimentos no nível pleno também são do consultivo tributário, com salários de até R$ 14,5 mil em grandes firmas. Para os seniores, a área empresarial é a mais rentável, com profissionais podendo arrematar até R$ 22 mil mensais. Os cargos com maiores remunerações, no geral, são os de diretor jurídico de grandes empresas (R$ 19 mil a R$ 35 mil mensais) e de bancos (entre R$ 20 mil e R$ 40 mil mensais).

 

Tenha acesso ao Guia Salarial 2017 na íntegra.

 

Mercado de trabalho para o profissional que enxerga além

Manter-se atualizado é muito importante para o profissional de Direito. As mudanças na economia, na Previdência e leis trabalhistas, por exemplo, geram oportunidades de trabalho que são aproveitadas por aqueles que conseguem analisar o momento e encontrar oportunidades onde ninguém mais vê.

Um exemplo é a recente mudança do Código de Processo Civil, que pode criar grandes demandas para quem está atualizado e consegue aplicar seus conhecimentos com precisão. O novo CPC privilegia a resolução de conflitos por meios alternativos, como a conciliação, o que torna a profissão muito atrativa. Pensando nisso, a Faculdade Arnaldo oferece a pós-graduação lato sensu de Processo Civil e o novo CPC para os profissionais que desejam se especializar.

Deixe seu comentário