Crise econômica aumenta a demanda por profissionais do Direito

Crise e oportunidade

 

Demissões, retração do mercado, limitação do poder de compra – em tempos de crise econômica, muitas áreas são afetadas pela redução de demanda de serviços e produtos. Os reflexos da crise também afetam a prestação de serviços jurídicos, mas, neste caso, pode ser identificada uma onda de crescimento na procura por profissionais do Direito. De janeiro a maio de 2016, os pedidos de recuperação judicial dispararam 95,1% em relação ao mesmo intervalo de 2015, segundo pesquisa da Serasa Experian. O nível recorde de ocorrências reflete os efeitos da crise sobre as empresas e é um dos indicativos que os escritórios de advocacia estão atualmente movimentados – advogados não só são muito requisitados nesses períodos, como têm atuação importantíssima junto a empresas para assessoria a decisões jurídicas.

Oportunidades na crise

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o atual quadro de recessão econômica, os juros altos e dificuldades na obtenção de crédito afetam a capacidade financeira das empresas brasileiras, favorecendo o aumento recorde de pedidos de recuperações judiciais. A recuperação judicial é uma importante medida legal para evitar a falência de uma empresa – ela permite que o devedor apresente aos credores, em juízo, formas de quitar o débito. E é aí que entra o profissional do Direito. É o advogado que vai auxiliar a empresa para apresentar um processo na Justiça e fazer um plano de reestruturação do negócio.

O que fazer para aproveitar as oportunidades que a crise oferece

É claro que, para atuar em momentos de retenção econômica, não basta ficar esperando novos clientes baterem à porta. Os profissionais com mais chances de bons resultados são aqueles que avaliam o cenário para medir riscos e oportunidades e adequar estratégias de negócios às contingências do mercado. Por isso, é importante não apenas considerar as muitas particularidades de um período de crise – como as dificuldades financeiras dos clientes e a possibilidade de inadimplência, honorários baseados em resultados e alargamento dos prazos de pagamento –, mas também ficar ligado para identificar novos nichos de atuação.

Investir em uma boa formação e especialização nas áreas mais demandadas em períodos de crise também pode fazer a diferença para o êxito profissional. Quando a economia aperta, aumenta no mercado a demanda nas áreas de recuperação de créditos, renegociação de dívidas, falências, planejamento tributário e contencioso trabalhista e fiscal, além de oportunidades na área de fusões e aquisições, societária e de contratos. Por isso, cresce no mercado a demanda por profissionais especializados para atenderem às demandas de clientes já existentes ou em potencial.

A presidente da FENALAW Nordeste (Congresso e Exposição para Advogados), Anna Luiza Boranga, ressalta em artigo publicado no JusBrasil que os profissionais que conseguem melhor atuação nesse tipo de conjuntura econômica são aqueles preparados para uma atuação multidisciplinar. Por isso, investir em uma boa formação ou buscar parcerias com profissionais da área de Administração, Economia, Contabilidade e Auditoria, pode ser um importante diferencial já que, em momentos de crise econômica, aspectos legais estão ligados a todas as áreas de gestão.

O curso de Direito da Faculdade Arnaldo prepara você para uma atuação plena na advocacia, na Magistratura, no Ministério Público e em todas as áreas do Direito. Invista em sua formação e no seu futuro – venha crescer com a gente!

 

Deixe seu comentário