Risco de queda de árvores

 

Nos últimos anos, tem sido comum notícias sobre a queda de árvores em Belo Horizonte. Segundo a Prefeitura, a cidade tem mais de 480 mil árvores em suas vias públicas. Em alguns casos, estas árvores são acompanhadas e monitoradas para evitar tragédias como a ocorrida em 2017 quando três palmeiras imperiais caíram na rua Timbiras, no centro da cidade, atingindo um taxi e fazendo uma  vítima fatal.

 

Em 5 março deste ano, o Jornal Hoje em Dia, inclusive, publicou um balanço do Corpo de Bombeiros sobre as quedas ocorridas na cidade nos três primeiros meses de 2018: 821 árvores caíram ou tiveram que ser cortadas por apresentar risco iminente de queda. Além disso, os militares tiveram que vistoriar 651 árvores ameaçadas.

 

Entre as árvores vistoriadas e acompanhadas desde então, estão duas palmeiras de grande porte localizadas em nosso prédio, em frente à Praça João Pessoa, 220. Após vistoria realizada pela Prefeitura em  4 de maio de 2018, detectou-se a necessidade da retirada em razão de as árvores oferecerem risco aos transeuntes e motoristas que trafegam no local.

 

Para cumprimento da determinação pública, informamos que o Colégio e Faculdade Arnaldo contrataram empresa especializada com capacidade técnica e certificada pela Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, munidos de equipamentos adequados e seguindo as normas técnicas gerais estabelecidas na deliberação normativa do Conselho Municipal do Meio Ambiente. A execução da atividade será realizada em 17 de junho de 2018 e toda área no entorno da ação será sinalizada e isolada com vistas à segurança e preservação de todos.

 

Informamos, ainda, que atentos às normas ambientais, todos os materiais oriundos da ação serão transportados e depositados em locais adequados, conforme as normas vigentes.

 

Nos colocamos à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas.

 

Atenciosamente,

 

João Guilherme Porto

Diretor da Faculdade Arnaldo

Leave a Reply